A queda de cabelo é um problema que afeta tanto homens quanto mulheres, e está se tornando queixa cada vez mais frequente nos consultórios. A avaliação minuciosa do paciente, seu histórico familiar e hábitos de vida são fundamentais para diagnosticar a causa e o melhor tratamento.

O que é a queda de cabelo?

Antes de sair correndo para o dermatologista quando olhar a escova ou o ralo cheio de cabelos, temos que saber que é normal uma queda diária de 100 a 200 fios. Isso se explica pelas fases de crescimento dos fios. Sabemos que essas são 3:

  • Anágena: quando temos o crescimento do cabelo; o tempo dessa fase determina o tamanho do fio. Pacientes com fases curtas têm fios pequenos e, mesmo que não cortem os cabelos, nunca terão aquele cabelão de Rapunzel!
  • Catágena: fase de transição. Dura de 2 a 4 semanas.
  • Telógena: ocorre o desprendimento dos fios, de forma fisiológica (normal). É como se os fios velhos cedessem lugar para os novos. Nesse mesmo local, novos fios anágenos devem nascer.

O desequilíbrio dessas fases pode se dar por diversas causas, gerando uma queda patológica (doença) do cabelo.

Quais as causas da queda de cabelo?

O paciente com queda de cabelo deve ser minuciosamente investigado. Isso porque a causa da queda pode estar na dieta que ele fez há 6 meses, no remédio que ele começou há 1 mês, na coceira do couro cabeludo, enfim, temos que escutar, examinar e, se necessário, pedir exames complementares para chegarmos ao diagnóstico correto.

As principais causas são:

Genética: acontecem a partir da puberdade, pois depende da ação dos hormônios sexuais. Quando há histórico familiar, o tratamento deve ser iniciado prontamente. Vale ressaltar que o uso de testosterona e seus derivados aceleram e intensificam esse processo.

Alterações do couro cabeludo: uso de química, excesso de oleosidade, dermatite seborreica, psoríase e processos inflamatórios que são facilmente identificados no exame físico podem gerar intensa queda.

Carências nutricionais: deficiências vitamínicas, Ferro, Zinco, entre outros alteram as fases de crescimento do fio levando a queda deste.

Diversas outros fatores estão associados à saúde do cabelo. O dermatologista poderá te ajuda a descobrir que fatores estão associados a sua queda.

Como evitar a queda de cabelos?

Cuidados gerais, como evitar dormir e prender os cabelos molhados, usar xampus adequados para seu tipo de cabelo, lavá-los de acordo com suas necessidades e evitar lavá-los com água quente, ajudam a manter saudável o couro cabeludo.

Controle de doenças de base, como Diabetes, alterações tireoidianas e anemias, são fundamentais para o bom crescimento capilar.

Qual o tratamento para queda de cabelos?

Depois de diagnosticada a causa, o melhor tratamento deve ser iniciado.

Temos disponíveis no mercado tratamentos tópicos (de aplicação no local), como xampus, tônicos e soluções anti-inflamatórias; orais (nutricosméticos, complexos vitamínicos, bloqueadores hormonais); e os realizados no consultório. Dentre esses, destacam-se a mesoterapia com fatores de crescimento e os LEDs (Light Emission Diodes), fonte de luz capaz de promover o crescimento capilar.

Para tratar melhor o seu problema, procure quem conhece do assunto. A Mealth Clinic, clínica dermatológica no Rio de Janeiro, conta com profissionais capacitados para te atender. Agende sua consulta e converse com nossos dermatologistas!

  • Meu nome é Ana , estou com quedas de cabelos e falhas no couro cabeludo, gostaria de saber o valor da consulta?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.