A função primordial do colágeno na pele é dar sustentação e firmeza. A partir dos 35 anos, há uma diminuição na produção de colágeno pelas células. Sabemos que hábitos como se expor excessivamente ao sol, tabagismo e etilismo aceleram a degradação do colágeno. Em contrapartida, a ingestão de proteínas, em especial da carne vermelha, e alimentos ricos em vitamina C são potentes aliados da produção de colágeno.

No consultório dermatológico, uma queixa frequente é a flacidez. Além de orientar mudanças no estilo de vida, como interromper o tabagismo, se exercitar e recomendar suplementos alimentares associados à orientação dietética, conversamos sobre produtos e tratamentos a fim de estimular a produção de colágeno.

Para atenuarmos a flacidez, contamos com os bioestimuladores, que são substâncias injetáveis, capazes de aumentar a produção e melhorar a qualidade do colágeno. Temos 2 principais bioestimuladores: ácido poli lático e hidroxiapatita de cálcio, Sculptra® e Radiesse®, respectivamente. Tais substâncias, quando introduzidas na pele, são capazes de gerar uma resposta celular que culmina na produção de colágeno. São indicados caso a caso, dependendo de características individuais no que tange à necessidade de mais ou menos efeito volumizador.

O procedimento é rápido e seguro. Notamos o resultado a partir de um mês e o efeito dura de 12 a 18 meses. Quanto às tecnologias disponíveis, contamos com laser CO2, ultrassom microfocado e radiofrequência, que são capazes de aquecer a pele de forma controlada, estimulando a nível celular a produção de colágeno, atenuando a flacidez. Cada tecnologia tem sua indicação específica que varia de acordo com a tonalidade de pele do paciente, tendência à melasma e nível de flacidez.

É importante frisar que não há um tratamento definitivo, portanto, todos esses tratamentos necessitam de manutenção, geralmente feita anualmente. Os resultados são progressivos e o paciente percebe, ano após ano, que o contorno e tônus da pele está sempre melhor em comparação ao ano anterior. Sendo assim, conseguimos de forma natural prevenir o envelhecimento sem modificar a feição do paciente.

Esse conceito de tratamento tem sido cada vez mais solicitado pelos pacientes no consultório, e chamamos esse movimento de “prejuvenation”, que é a capacidade de prevenirmos e revertermos as marcas do envelhecimento de forma natural.

Quanto à suplementação oral com colágeno, não há literatura científica embasando a prescrição médica. Ou seja, estudos não são capazes de provar que a suplementação é de fato eficaz. Porém, acreditamos que o uso de colágeno é benéfico e, se solicitado, pode ser prescrito, principalmente sob a forma de colágeno hidrolisado ou de moléculas estimulantes da síntese de colágeno, como o silício orgânico. Além disso, comprovadamente, a proteína de origem animal, principalmente carne vermelha, é substrato fundamental para síntese de colágeno. Vegetarianos costumam queixar-se mais de flacidez que pacientes carnívoros.

Preventivamente, procure se expor ao sol em horários adequados, como antes das 10h ou após as 16h, e sempre protegido com filtro solar e chapéu ou roupas UV. Isso impede a degradação das fibras de colágeno e elastina. O ideal é que, após uma consulta, abordando item a item, médico e paciente cheguem a uma conclusão conjunta de qual a melhor estratégia de tratamento.

A Mealth Clinic, clínica dermatológica no Rio de Janeiro, conta com um time de dermatologistas e esteticistas capacitados para te atender e tirar suas dúvidas. Agende sua consulta!